sexta-feira, 28 de setembro de 2007

Noite de Lamen

Ontem resolvi fazer um lámen. Aquela sopa japonesa de origem chinesa cheia de legumes, verduras, carnes e macarrão. Ótimo para um dia frio.
Nunca tinha feito, então fui consultar um livro de receitas. Dizia o livro que o segredo do lámen está no caldo (nenhuma novidade em relação à todas as sopas), desse modo eu teria que preparar um bom caldo com carne de porco e de boi.


Bom caldo com carne de porco e de boi para lámen (1L)
-1 cebola pequena em cubos
-1 cenoura pequena em cubos
-2 dentes de alho
-1 pedaço de gengibre
-uns 4 talos de cebolinha
-3 rodelas grossas de nabo
-uns 3 dedos de alho poró
-1Kg de costela de boi
-500g de pernil de porco
-2L de água

Cobrir tudo com água e cozinhar em fogo baixo (muito baixo) durante 2 horas, tirando a espuma que sobe à superfície freqüentemente.
Coar o caldo, tirar a gordura, descartar os vegetais e cortar as carnes em cubos.

Experimentei o caldo e estava ótimo. Já consigo prever as pessoas argumentando: “Credo! Mas estava sem sal!”
Muito bem notado, mas vai aí um conselho profissional: aprenda a provar sopas, caldos e molhos sem sal. Só assim você consegue identificar se o caldo está bom, ou se falta um pouco de algum ingrediente, ou se algum ingrediente está se sobressaindo sobre os demais.
Bom, quando eu estava cortando as carnes, resolvi experimentar um pedaço da costela. Parecia suculenta e macia no ponto certo. Assim que mastiguei o pedaço de carne percebi que esta suculenta e macia, mas absolutamente sem gosto! Com o pernil de porco a mesma coisa.
Mastiguei... pensei... engoli,,, continuei pensando... e quando estava tirando um maldito pedacinho de carne sem gosto preso no meu dente senti minhas orelhas crescerem. E imaginei meu antigo professor, Chef Urs Frei, usando seu cinismo característico: “O caldo está bom? Por acaso o caldo ficou bom por milagre? Por quê você descartou os vegetais?” Porque certamente estavam sem gosto, respondo cabisbaixo esperando mais uma explicação e depois o grito final. “Os vegetais estão sem gosto porque eles ficaram no caldo! Assim como as carnes!” E agora o grito final...”DESCARTE AS CARNES! D-E-S-C-A-R-T-E AS CARNES!”
Erro básico e sem solução. Já passavam da meia noite quando percebi isso. O jeito foi fazer um lámen sem carnes...

O melhor lámen sem carnes (para 4 pessoas, que me perguntaram “Ué? Não tem carne?)
-1L de Bom caldo com carne de porco e de boi para lámen
-shoyu
-4 dedos de nabo em bastões
-1 abobrinha em bastões
-1 berinjela japonesa em bastões
-1 cebola cortada em quatro
-uma cabeça de gengibre fresco em tiras, se for época
-1 cenoura em tiras finas
-1 pimenta de moça em tiras (cuidado...)
-um punhado de cebolinha fatiada
-400g de macarrão para lámen (cozinhar conforme instrução da embalagem)
Tempere o caldo com shoyu. Coloque os vegetais no caldo fervente com intervalos de 3 minutos seguindo a ordem acima. Coloque uma porção de macarrão em cada cumbuca. Depois de adicionar a cebolinha, apague o fogo e sirva uma porção do caldo por cima do macarrão.



Um comentário:

Myrna disse...

olá!!! Gostaria de ver melhor as fotos, para ver as variedades e acompanhamentos que se pode fazer.
Obs.: MUITO BOM!! fOI A MELHOR RECEITA QUE EU JÁ ESPERIMENTEI PELA NET.
Grata Myrna